Cerâmica contemporânea em pauta em Juiz de Fora

 

 
Heloisa Alvim, ceramista“Heloisa é brasileira e dança com seus dedos sobre essa terra doce. De uma família de fotógrafos ela tem horror da objetividade. E à minha questão sobre seus desenhos étnicos ela responde: É um pouco da minha casa e um pouco da sua casa”, conta o fotógrafo francês Jean-François Catgnia, em seu livro “Imagens de Atelier”, no qual descortina os mistérios da criação.
Nascida em Campinas, São Paulo, Heloisa Alvim radicou-se em Montpellier, na França e há cerca de 40 anos desenvolve inúmeros trabalhos tendo a cerâmica como tema. Numa parceria entre o Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), a Hiato – Ambiente de Arte e o Ateliê BarroOco, Heloisa apresenta vídeos, oferece um curso e exibe suas obras, a partir do próximo dia 1°.
“Ela tem um trabalho interessante de divulgar a cerâmica brasileira na França e a cerâmica européia no Brasil”, avalia a também ceramista Julia Vitral, responsável por trazer Heloisa à cidade. “Desejo trazer esse intercâmbio para cá, para que possamos conhecer um pouco mais de cerâmica”, completa Julia, comentando a alta qualidade dos artistas brasileiros que se expressam pela cerâmica.
Atualmente Heloisa descobriu um fascínio pelas esculturas em grande formato, o que a exige variadas técnicas, das quais muitas serão apresentadas no curso “Construção de escultura cerâmica não-figurativa em grande formato”, realizada durante os dias 2, 3 e 4 no Ateliê BarroOco. “A partir do momento em que trabalhamos com pessoas, nos sentimos mais engrenados, mais integrados”, analisa a artista, que em parceria com a prefeitura de sua cidade montou um atelier em que conta com quatro assistentes, 30 alunos, além de alguns assistidos por um projeto social.
O envolvimento com sua arte e com a terra a qual escolheu como casa, também está presente na seleção de documentários sobre cerâmica que apresenta ao público no dia 1°, às 19h, no MAMM. Dos quatro filmes presentes na mostra, um deles, o curta-metragem “A lição do pássaro” é de autoria de Heloisa e seu irmão, Leonardo Alvim, que juntos já produziram mais de uma dezena de documentários sobre a produção de artistas espalhados pelo Trabalhos da ceramistamundo.
Apaixonada pelo Brasil, país do qual se despediu há 22 anos, Heloisa Alvim expõe pela primeira vez em Juiz de Fora. A mostra, que reúne peças em pequenos e médios formatos, será inaugurada dia 3 de setembro, às 20h, na Hiato – Ambiente de Arte, e é uma boa oportunidade para confirmar as palavras do galerista francês Didier Vesse: “Como verdadeiros poemas, as suas obras habitadas pela cultura sul-americana fazem naturalmente vibrar, com sua presença, o espaço e a matéria”.

 

Mauro Morais